IMPRENSA

CITS é o novo cliente da ISD-Brasil

O CITS-Centro Internacional de Tecnologia de Software está prestes a iniciar uma jornada pioneira no Paraná: ser a primeira empresa avaliada oficialmente pelo CMM-Capability Maturity Model.

Trata-se de um modelo de avaliação de desenvolvimento de software criado por um grupo de especialistas do Software Engineering Institute (SEI), da Carnegie Mellon University, a pedido do Departamento de Defesa do Governo dos Estados Unidos.

A consultoria, treinamento e avaliação do CITS serão feitos pela ISD-Brasil (Integrated System Diagnostics Brasil), única empresa nacional com profissionais credenciados pelo SEI para efetuar avaliações oficiais.

"O objetivo do CMM, como a própria denominação sugere, é fazer com que as empresas busquem a maturidade de seus processos, num caminho de aperfeiçoamento constante, baseado nas melhores práticas vigentes. Assim, o CMM prevê que as empresas atinjam níveis de maturação que vão de 1 a 5. No Brasil só há dez empresas com níveis 2 e 3 de maturidade - seis com nível 2 e quatro com nível 3.

O CMM respalda um processo que pode ser melhorado continuamente, integrando pessoas, ferramentas e procedimentos e viabilizando novos negócios", explica Carlos Alberto Caram, diretor executivo da ISD-Brasil.

Produzindo bons resultados

Para organizações que estão sempre buscando desenvolver software de alta complexidade e qualidade, cumprindo rigorosamente metas de orçamento e cronograma, o CMM é o mais avançado modelo para tornar esse processo consistente e previsível. Por meio de técnicas de gerenciamento e engenharia de software, as organizações podem obter um fluxo de trabalho transparente, o que deixa a equipe sempre alerta aos riscos e ao cumprimento dos objetivos de seus projetos.

A avaliação, que será realizada em parceria com a ISD-Brasil, determina o status atual de maturidade da organização e identifica as questões que devem ser priorizadas para atingir o nível de CMM esperado. O objetivo do CITS é atingir o nível de maturidade 2, em que o processo de software está definido, documentado, medido e comprovado, os projetos estão sob controle efetivo do gerenciamento e compromissos realistas são assumidos, pois estão baseados no histórico de realizações de projetos anteriores.

"Para os desenvolvedores, o CMM 2 oferece objetivos bem definidos ao projeto. Prevê a busca do comprometimento e a divulgação correta destes objetivos requisitos controlados em sua definição e mudanças e coordenação e controle do uso dos produtos de trabalho.

Já para o cliente, o CMM 2 garante produtos entregues no prazo especificado, transparência da evolução do projeto, bom entendimento dos requisitos e mudanças controladas," completa Andrey Patitucci, gerente de Contas da Área de Tecnologia do CITS.

Para Guilherme Lorenzi, diretor técnico da empresa, "com o CMM, clientes como a Embraer, que estão sempre na vanguarda tecnológica, passam a ter no CITS um parceiro com características semelhantes". Um dos focos de atuação do CITS é o atendimento à indústria aeronáutica.

Últimas Notícias

30/06/2016 - Prime IT renova o nível de maturidade 3 do CMMI – DEV

28/05/2016 - E-VAL Conquistou Novamente a Classificação CMMI

23/11/2015 - ISD Brasil fecha Parceria para Assessoria em PLM com Cadware -Technology

07/09/2015 - Como comprovar a autenticidade da certificação CMMI®

23/03/2015 - CCEE – Qualidade em seus processos

08/05/2014 - Amcom de Blumenau conquista nível 3

30/07/2013 - E-VAL Tecnologia atinge o nível 2 do CMMI

30/01/2013 - T-Systems do Brasil recebe recertificação CMMI Nível 3

11/12/2012 - Arthur Valle ministra o 100º curso de CMMI oficial da ISD Brasil no país

07/02/2012 - André Pinho, da ISD Brasil, é certificado avaliador de alta maturidade