IMPRENSA

Stefanini chega ao nível 2 do CMM com suporte da ISD-Brasil

A Stefanini IT Solutions, uma das maiores consultorias nacionais especializadas em Tecnologia da Informação, recebeu, no último dia 1º, a certificação CMM-Capability Maturity Model - nível 2, para sua Fábrica de Software de Jaguariúna (SP).

A empresa é a terceira empresa de capital nacional a possuir o título nesse nível.

"Essa certificação coloca a Stefanini entre as onze empresas no Brasil avaliadas oficialmente em um nível de maturidade do CMM.

Se considerarmos os cinco níveis existentes, estamos bem à frente dos concorrentes", explica Bruno Mondin, diretor de negócios da Stefanini. "Além do pioneirismo, a homologação ainda foi alcançada em tempo recorde", avalia.

A média mundial de 25 meses foi superada e a certificação foi conseguida em apenas um ano. Só na última semana, a Integrated System Diagnostics Brasil - ISD-Brasil, empresa responsável pela consultoria, treinamento e avaliação final, alocou 3 avaliadores, além dos profissionais da Stefanini que participaram do processo, para nos avaliarem durante 60 horas. A ISD-Brasil é a única empresa nacional credenciada pelo SEI-Software Engineering Institute, centro de pesquisa que concede a certificação CMM", diz Mondin.

A equipe foi coordenada por Carlos Alberto Caram, diretor-executivo para a América do Sul da ISD-Brasil, , primeiro brasileiro oficialmente autorizado a liderar avaliações de CMM. "Nosso objetivo com o CMM é fazer com que as empresas sigam um caminho de aperfeiçoamento, baseadas nas melhores práticas internacionais. Assim, elas alcançam a maturidade de seus processos", considera Carlos Alberto Caram.

A homologação do CMM é essencial para que a Stefanini cumpra seu papel de exportadora de software. Trata-se de um requisito básico na hora de fechar acordos com a maioria das empresas internacionais. "Na Índia, nosso principal concorrente nessa área, as empresas também estão trabalhando rumo à certificação", lembra Mondin.

A filial de Jaguariúna já está desenvolvendo o projeto que busca alcançar a certificação no nível 3. "Para conseguir chegar ao nível 5, todos os outros devem ser alcançados.

Uma série de interdependências entre estas práticas faz com que a aplicação sem o respeito à hierarquia de níveis leve a resultados insatisfatórios".

Renato Chaves Vasques, consultor da ISD-Brasil que gerenciou o projeto de consultoria, acrescenta: "Um dos fatores que contribuíram para o sucesso foi a disciplina demonstrada pela Stefanini e seus profissionais na condução dos trabalhos".

O nível 2 contempla empresas com uma padronização no desenvolvimento de software, o que significa obedecer a técnicas e metodologias. Para isso, as políticas e procedimentos essenciais para gerenciar o desenvolvimento do software já devem estar definidos. O planejamento de novos projetos é baseado na experiência anterior em projetos semelhantes, de maneira formalizada e não intuitiva.

Sobre o CMM
O CMM é um conjunto de práticas para o desenvolvimento de software. Começou a ser desenvolvido em 1990, pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos, com o objetivo de criar condições para a evolução das boas práticas da engenharia de software.

Os cinco níveis de maturidade do modelo permitem que as empresas alcancem controle e visibilidade sobre processos, e sobre os resultados técnicos e gerencias do projeto de software.

Para organizações que estão sempre buscando desenvolver software de alta complexidade e qualidade, cumprindo rigorosamente metas de orçamento e cronograma, o CMM é o mais avançado modelo para tornar esse processo consistente e previsível. Por meio de técnicas de gerenciamento e engenharia de software, as organizações podem obter um fluxo de trabalho transparente, o que deixa a equipe sempre alerta aos riscos e ao cumprimento dos objetivos de seus projetos.

Sobre a Stefanini IT Solutions
Fundada em 1987, a Stefanini é considerada uma das melhores consultorias de informática do mercado. A Stefanini possui escritórios em importantes localidades do país, tais como São Paulo, Alphaville, Campinas, Curitiba, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Salvador, Recife, Fortaleza e Manaus e seis subsidiárias no exterior (Argentina, Chile, Peru, Colômbia, México e EUA). A empresa conta com mais de 1.800 consultores, com um faturamento em 2001 de R$ 138 milhões, previsão de R$ 175 milhões este ano e com uma lista de 620 clientes ativos no total.

Sobre a ISD-Brasil
No Brasil há dois anos e meio, a empresa ISD-Brasil representa a americana ISD-Integrated System Diagnostics e conduz a adoção de CMM. A ISD é a primeira empresa internacional, atuando na América do Sul, focada exclusivamente em qualidade de processos baseada em modelos. A ISD-Brasil tem sede em São Paulo e conta com uma equipe de consultores especializados, cuja experiência abrange a implantação de qualidade de processos em diversas empresas dos setores financeiro, industrial, de serviços, de telecomunicações, além de fábricas de software, institutos de pesquisa, pequenas empresas, entre outros.

Últimas Notícias

30/06/2016 - Prime IT renova o nível de maturidade 3 do CMMI – DEV

28/05/2016 - E-VAL Conquistou Novamente a Classificação CMMI

23/11/2015 - ISD Brasil fecha Parceria para Assessoria em PLM com Cadware -Technology

07/09/2015 - Como comprovar a autenticidade da certificação CMMI®

23/03/2015 - CCEE – Qualidade em seus processos

08/05/2014 - Amcom de Blumenau conquista nível 3

30/07/2013 - E-VAL Tecnologia atinge o nível 2 do CMMI

30/01/2013 - T-Systems do Brasil recebe recertificação CMMI Nível 3

11/12/2012 - Arthur Valle ministra o 100º curso de CMMI oficial da ISD Brasil no país

07/02/2012 - André Pinho, da ISD Brasil, é certificado avaliador de alta maturidade