IMPRENSA

Fábrica de Software da DBA Engenharia de Sistemas alcança o nível 3 do CMM

As empresas brasileiras começam a alçar vôos mais altos tendo o CMM como bússola. A DBA Engenharia de Sistemas, empresa especializada no desenvolvimento e manutenção de aplicações de negócio, foi a primeira empresa de capital 100% brasileiro cuja fábrica de software chegou ao nível 2 do Capability Maturity Model, e agora alcança o nível 3. De acordo com a classificação proposta pelo CMM, no nível 3 os processos da organização estão definidos, ou seja, estão caracterizados e bem entendidos.

O programa de melhorias da DBA contou, desde o seu início, com o apoio de consultoria, treinamentos e avaliações da Integrated System Diagnostics Brasil (ISD Brasil), empresa reconhecida pelo Software Engineering Institute (SEI), criador do CMM, e única no país habilitada a fazer avaliações segundo o modelo com profissionais brasileiros.

Carlos Alberto Caram, diretor executivo da ISD Brasil e avaliador credenciado para o CMM e para o CMMI, considera a consecução do nível 3 um patamar importante na jornada da DBA. "A partir do nível três a organização passa a ter uma base sólida para levantar vôos mais altos. O CMMI é um caminho natural como próximo passo, mas a caracterização de um processo robusto de trabalho é o mais importante na experiência da DBA. Esse processo, além de gerar crescente credibilidade e resultados junto aos clientes, é a base necessária para níveis de maturidade mais altos e modelos mais exigentes. Esse é o espírito da melhoria contínua, plenamente incorporado pela DBA", comenta o diretor da ISD Brasil.

Em seis anos de atuação a Fábrica de Software da DBA - que responde por 60% do faturamento da empresa - já desenvolveu cerca de 100 projetos de soluções de TI para setores como os de óleo e gás, de energia elétrica, financeiro e de telecomunicações. Recentemente, a empresa desenvolveu um projeto de solução de atendimento a clientes para uma administradora italiana de cartões de crédito, a CartaSi. "Nossa fábrica está no mesmo patamar das três grandes fábricas brasileiras de software", avalia Ricardo Costa, diretor da Fábrica de Software da DBA.

A conquista do mercado externo era justamente um dos objetivos da DBA ao dar início ao seu projeto de CMM. "O cliente que está longe, no exterior, sabe que correrá menos riscos se o fornecedor procurado possuir o CMM", diz o diretor. Desde o início de 2004, a empresa desenvolve softwares que são embarcados nos aparelhos celulares da Siemens Mobile, da Alemanha. Da Zona Franca, em Manaus, os produtos de software desenvolvidos pela DBA são distribuídos pela Siemens para o mundo inteiro. "Procuramos aprofundar o relacionamento com os clientes para entender melhor os requisitos para desenvolvimento de software. O CMM é referência mundial e temos que estar alinhados", explica o diretor da DBA.

Segundo Costa, o CMM contribui também com uma melhor prestação de serviços de pós-entrega e de acompanhamento de projetos e com o compartilhamento de experiências. "Podemos aumentar a eficiência das atividades de proposição de soluções suportados pelas experiências anteriores", diz.

Para o diretor, "a ISD Brasil sempre foi estratégica no suporte aos objetivos de negócios da DBA, ao mesmo tempo em que criou as condições para a aderência da empresa ao modelo, de forma consistente". "Sempre tivemos da ISD Brasil essa visão externa e bastante crítica, sem que isso implicasse a perda da visão de negócios e de resultados", comenta.

A DBA agora segue em seu programa de melhoria contínua, "rumo ao CMMI", conclui Ricardo Costa. A meta da DBA é ser a primeira empresa brasileira a chegar ao nível 3 do CMMI.

Sobre a DBA
Atuando há 16 anos, a DBA é líder no setor brasileiro de Tecnologia e Computação. Com um faturamento de R$ 168 milhões em 2003, a empresa conta atualmente com 1.800 funcionários e tem escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Salvador e Manaus, além de uma subsidiária em Frankfurt, Alemanha.

Sobre a ISD Brasil
No Brasil há quatro anos, a ISD Brasil é a subsidiária local da americana ISD-Integrated System Diagnostics, Inc. e conduz a adoção de CMM e CMMI (consultoria, treinamento e avaliações) em mais de 40 clientes no país. A ISD é a primeira empresa internacional a atuar na América do Sul com foco exclusivo em melhoria de processos baseada em modelos.

Últimas Notícias

30/06/2016 - Prime IT renova o nível de maturidade 3 do CMMI – DEV

28/05/2016 - E-VAL Conquistou Novamente a Classificação CMMI

23/11/2015 - ISD Brasil fecha Parceria para Assessoria em PLM com Cadware -Technology

07/09/2015 - Como comprovar a autenticidade da certificação CMMI®

23/03/2015 - CCEE – Qualidade em seus processos

08/05/2014 - Amcom de Blumenau conquista nível 3

30/07/2013 - E-VAL Tecnologia atinge o nível 2 do CMMI

30/01/2013 - T-Systems do Brasil recebe recertificação CMMI Nível 3

11/12/2012 - Arthur Valle ministra o 100º curso de CMMI oficial da ISD Brasil no país

07/02/2012 - André Pinho, da ISD Brasil, é certificado avaliador de alta maturidade