IMPRENSA

Itaú conquista o nível 2 do CMM avaliado pela ISD Brasil

O Banco Itaú acaba de receber o nível 2 do CMM de maturidade para a operação de fábrica de software, reconhecimento que confirma o foco contínuo do banco em investimentos na qualidade de serviços. Este nível de maturidade garante ao Itaú um processo de desenvolvimento de software bem estruturado, com gestão efetiva de prazo e qualidade, possibilitando a realimentação do processo com base na análise dos resultados obtidos. Está também alinhada às diretrizes do Banco Central, da Lei Sarbanes-Oxley e do acordo da Basiléia.

O SW-CMM, Capability Maturity Model for Software, ou Modelo de Maturidade da Capacidade para Software, modelo desenvolvido pelo instituto norte-americano SEI - Software Engineering Institute, é uma das mais importantes capacitações de abrangência internacional que uma instituição de desenvolvimento de software pode possuir.

"O CMM é fundamental para inclusão de melhores práticas de engenharia de software. O objetivo é garantir à área de desenvolvimento de sistemas do banco mais produtividade, menores custos e nível zero de defeitos nos programas e sistemas que o Itaú disponibiliza aos clientes", afirma Olavo Pujol, superintendente da Fábrica de Software do Itaú.

Os esforços de implementação do nível 2 do CMM na fábrica de software do Itaú foram reconhecidos pelos resultados da avaliação oficial conduzida pela Integrated System Diagnostics Brasil (ISD Brasil), credenciada pelo SEI e única no País habilitada a fazer avaliações, segundo o modelo, com profissionais brasileiros.

Para Carlos Alberto Caram, diretor executivo da ISD Brasil e profissional credenciado pelo SEI para a condução de avaliações de CMM e de CMMI, a iniciativa do Itaú em sua fábrica de software é um marco importante para o mercado nacional. "Somente possuindo maturidade interna as empresas compradoras de serviços poderão incentivar, de maneira efetiva, a melhoria de qualidade de seus fornecedores. A busca da constância de desempenho e da otimização da produção só se dá por meio do investimento contínuo em qualidade e produtividade, e o CMM é um importante instrumento para a consecução desses objetivos", afirma Caram.

Além disso, a iniciativa com base no CMM foi uma continuidade dos esforços de melhoria de qualidade já em curso há anos no Itaú. Um dos aspectos positivos da conquista, apontados pela ISD Brasil, foi a qualidade percebida no sistema de controle da operação. Esta ferramenta, desenvolvida internamente, possibilita maior controle e melhor visibilidade aos envolvidos no processo.

A Fábrica de Software é uma área com foco na construção e manutenção dos softwares utilizados pelas diversas áreas do Itaú. Apóia as áreas de desenvolvimento de sistemas, na criação e manutenção dos programas que compõem os sistemas voltados às operações do banco.

O modelo de fábrica de software "interna" implantado pelo Itaú foi um dos pioneiros em se tratando de instituições financeiras do Brasil. "Isto possibilitou o melhor entendimento desta operação e permite uma melhor transição do modelo tradicional, onde os papéis de análise e programação se confundiam, para um modelo colaborativo por centro de competência. Como resultado, temos equipes mais bem capacitadas, mais produtivas, com maior assertividade dos prazos e dos custos negociados", completa Pujol.

Sobre o Itaú
O Banco Itaú Holding Financeira S.A. é um dos maiores bancos privados do País. Com uma capitalização de mercado de R$ 49,3 bilhões (30/06/05), é o banco de maior valor em bolsa na América Latina. Opera com mais de 3 mil pontos de atendimento e mais de 21 mil caixas eletrônicos no País. A eficiência dessa estrutura de atendimento e a melhoria contínua dos produtos e serviços apóiam-se em consistentes investimentos em tecnologia. Apenas em 2004, foram investidos mais de R$ 1 bilhão em informática, aplicados na aquisição de hardware e software, bem como na manutenção e no desenvolvimento da infra-estrutura existente.

Sobre a ISD Brasil
No Brasil há cinco anos, a ISD Brasil (www.isdbrasil.com.br) é a subsidiária local da americana ISD-Integrated System Diagnostics, Inc. e conduz a adoção de CMM e CMMI (consultoria, treinamento e avaliações) em mais de 50 clientes no país. A ISD é a primeira empresa internacional a atuar na América do Sul com foco exclusivo em melhoria de processos baseada em modelos.

Últimas Notícias

30/06/2016 - Prime IT renova o nível de maturidade 3 do CMMI – DEV

28/05/2016 - E-VAL Conquistou Novamente a Classificação CMMI

23/11/2015 - ISD Brasil fecha Parceria para Assessoria em PLM com Cadware -Technology

07/09/2015 - Como comprovar a autenticidade da certificação CMMI®

23/03/2015 - CCEE – Qualidade em seus processos

08/05/2014 - Amcom de Blumenau conquista nível 3

30/07/2013 - E-VAL Tecnologia atinge o nível 2 do CMMI

30/01/2013 - T-Systems do Brasil recebe recertificação CMMI Nível 3

11/12/2012 - Arthur Valle ministra o 100º curso de CMMI oficial da ISD Brasil no país

07/02/2012 - André Pinho, da ISD Brasil, é certificado avaliador de alta maturidade